Brasilia / DF - terça-feira, 25 de fevereiro de 2020

Dicas para evitar corrimentos

Higiene íntima:


A frequência diária de higienização deve ser de uma vez ao dia quando o clima estiver frio e de uma até três vezes ao dia, quando estiver calor. Também deverá ser feita após as relações sexuais e após a atividade física, evitando que o suor e outras secreções irritem a pele da região.


A área genital externa deve ser lavada durante o banho, com água corrente e sabonete. O compartimento interno, ou seja, a vagina, não deverá ser lavada; NUNCA faça duchas vaginais.


Os sabonetes líquidos e específicos para a genitália são os mais recomendados, porém, é importante utilizar apenas uma pequena quantidade de sabonete e enxaguar rapidamente, pois o excesso tira a proteção natural local e predispõe ao aparecimento de corrimentos.


Evitar os sabonetes em barra, pois eles têm um pH diferente da região genital. Muitas vezes, os sabonetes em barra sofrem contaminação por serem utilizados nas diversas regiões do corpo ou mesmo através do uso compartilhado com outras pessoas.


Após a lavagem, deve-se secar a genitália com toalha de algodão seca , limpa e que não agrida a pele da região.


Cuidados com as calcinhas:


Utilizar calcinhas com o fundo de algodão e trocá-las diariamente. Evitar os tecidos sintéticos.


As calcinhas devem ser lavadas com sabão neutro, evitando o uso de amaciantes, que podem causar alergias.


As calcinhas devem ser colocadas para secar em local ventilado e que bata sol, preferencialmente. Evitar deixá-las secando dentro do banheiro, pois neste local a umidade é maior e favorece a contaminação por fungos.


Preferencialmente, passar o fundo da calcinha com ferro morno .


Cuidados com a ventilação local:


Evitar ficar o dia inteiro com roupas muito justas e apertadas, principalmente as de tecidos sintéticos, que provocam atrito excessivo e o aumento do calor e umidade locais. Caso isto seja inevitável, ao chegar em casa troque a roupa por uma mais folgada e arejada.


Quando for dormir, evite o uso da calcinha e use roupas largas para aumentar o arejamento da genitália.


Utilizar absorventes externos somente no período menstrual; os absorventes externos diários devem ser evitados.


Troque os absorventes pelo menos a cada 4 horas, principalmente os internos.


Cuidados com a depilação:


O tipo de depilação dependerá do gosto de cada mulher. Os mais comuns, as lâminas e as ceras, merecem cuidado, pois são muito agressivos à pele da região. Procure utilizar aparelhos  e materiais descartáveis. Recomendo utilizar uma tesoura para aparar os pêlos mais compridos.


A área a ser depilada dependerá do gosto de cada mulher, porém é fundamental respeitar a sensibilidade da região a ser depilada.


O intervalo entre as depilações  deverá ser o maior possível.


Uso de lubrificantes:


Recomendo utilizar  nas relações sexuais, quando necessário, lubrificantes em gel a base de água próprios para a área genital .


Evite o uso de vaselina ou mesmo produtos improvisados, pois podem provocar irritação local.

 

Marília S. M. Pinheiro Nogueira

Ginecologista e Obstetra